terça-feira, 14 de setembro de 2010

A Lenda de Korra

Para os fãs do desenho de Avatar: a lenda de Aang, a boa notícia é que estão fazendo uma continuação.
Após 70 anos, surge um novo Avatar: uma dobradora da Tribo da Água do Sul. Muito diferente de Aang, Korra é uma adolescente rebelde e destemida, que já domina três elementos (água, terra e fogo) e que agora irá aprender a dominar o ar com Tenzin, o filho de Aang.
Ao contrário da série anterior, que era uma constante sequência de viagens pelo mundo, essa história se desenrolará com enfoque em uma cidade: Republic City. Essa metrópole está repleta de tecnologia a vapor e nela convivem dobradores e não-dobradores de todos os reinos.
O que Korra descobrirá é que por baixo dessa convivência há uma alta criminalidade e uma revolta anti-dobra prestes a estourar.
Não vejo a hora de assistir!

fonte: http://www.superherohype.com/news/articles/104425-nickelodeon-greenlights-the-legend-of-korra

O Último Mestre do Ar - O filme

Assisti o filme e fiquei feliz e triste ao mesmo tempo.
Feliz por finalmente ver o resultado da produção, por ver em carne e osso os personagens, poder admirar as locações (mesmo que CG), ver as cenas de combate, enfim, ver o universo do desenho ganhar vida.
Triste por constatar que o filme é um resumão com muitos cortes, algumas alterações inexplicáveis e pouco espaço para o desenvolvimento dos personagens.

Se você for ver o filme sem comparar com o desenho, vá sem medo, pois você irá se divertir.
Mas se for comparar com a riqueza que se desenrola ao longo da série, prepare-se para se decepcionar. Não há espaço para Sokka ser inventivo, para Katara mostrar sua coragem e determinação, para Iroh fazer piadas e demonstrar a profundidade de sua sabedoria, Aang perdeu suas características de criança e seu carisma, Zuko está de cabelo curto e provavelmente não fará a cena em que corta o cabelo no início do 2º ano da série, não mencionaram as Guerreiras Kyoshi, etc.

Fui ver a versão 3D e achei que o recurso foi pouco utilizado, o que foi uma pena, pois esperava desviar instintivamente de jatos de água ou ondas de fogo que viessem em minha direção.

O que o filme fez para mim foi me deixar com vontade de rever os episódios. Eles, sim, são excelentes!

Se você não conhece o desenho ou quer rever, passe em:

http://www.mundoavatar.com.br/episodios/


quinta-feira, 12 de agosto de 2010

21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Para mim a Bienal do Livro é mais do que um ponto de encontro da Cultura e do Lazer: é uma vitrine de doces. E como tal, é difícil provar um só. Este ano já andei aproveitando algumas promoções e adquiri os cinco primeiros volumes de "Rangers: Ordem dos Arqueiros", os quatro volumes da Saga Crepúsculo e mais alguns que dei de presente (assim que pedir emprestado e ler, comento por aqui). Então, tendo em vista o quanto já gastei em livros este ano, acho melhor não passar pela Bienal. Mesmo não indo, vou fazer propaganda.

A Bienal estará aberta ao público em geral do dia 13 ao dia 22 de Agosto, com ingressos a R$ 10,00 (entrada inteira) e R$ 5,00 (estudante). Criança até 12 anos e acima de 60 não pagam.

Sexta-feira 13 haverá uma promoção: Entrada gratuita para quem comparecer ao evento fantasiado do seu personagem favorito. Para validar a sua entrada na Bienal do Livro é obrigatório apresentar uma foto do personagem representado (bem que eu queria ver e fotografar as pessoas fantasiadas!).

O horário de funcionamento do evento será das 10h às 22h dos dias 13 a 21 de Agosto e das 10h às 20h, com entrada só até às 18h, no dia 22 de Agosto.
O endereço: Pavilhão de Exposições do Anhembi - São Paulo, SP

Com uma área de 60 mil m² que foi amplamente reformada, o Pavilhão foi dividido em 7 áreas temáticas:
  1. Cozinhando com Palavras - chefs de cozinha autores de livros darão aulas e participarão de debates
  2. Salão de Ideias - debates entre escritores nacionais e internacionais
  3. Palco Literário - relação entre a literatura e demais expressões artísticas
  4. Espaço do Professor - capacitação do professor para o uso do livro em sala de aula
  5. Território Livre - debates de temas variados
  6. Espaço da Lusofonia - divulgação do idioma português pelo mundo
  7. Exposição Monteiro Lobato - acervo contando a história do escritor
Se você for, boa diversão!

site da Bienal do Livro:
http://www.bienaldolivrosp.com.br/


quarta-feira, 11 de agosto de 2010

World Cosplay Summit (WCS)

Para os fãs de cosplay, o evento mais aguardado do ano é o World Cosplay Summit, realizado em Nagoya, no Japão. Iniciado em 2003, o evento tem aumentado sua visibilidade com o passar dos anos, assim como o número de países participantes, já tendo alcançado a marca de 15 países em 2009, número que se repetiu este ano.

Os primeiros colocados foram disputados ponto a ponto, tendo ficado a dupla italiana Luca Buzzi e Giancarlo Di Perro em 1º lugar com a apresentação baseada no jogo “The Legend of Zelda - Twilight Princess”.

O 2º lugar terminou empatado entre o Brasil e a Tailândia, onde a dupla brasileira Gabriel Niemietz e Gabrielle Valério, campeões da etapa nacional do WCS, fizeram uma apresentação baseada no jogo “Valkyrie Profile: Silmeria”.

Os 15 países presentes neste evento foram: Austrália, Brasil, China, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Japão, México, Singapura, Coreia do Sul, Espanha, Tailândia e Estados Unidos.

Veja o resultado final:

1
Itália
98
2
Brasil, Tailândia
97
4
Coreia, França
90
6
China
86
7
Espanha
81
8
Japão
80
9
Dinamarca
79
10
Austrália
78
11
Estados Unidos
77
12
Singapura
75
13
México
74
14
Alemanha
67
15
Finlândia
61

fonte: http://www.tv-aichi.co.jp/wcs/2010/e/news/?p=381

Com o resultado deste ano, a Itália alcançou o número de títulos do Brasil, sendo os dois países os únicos a possuírem duas vitórias. O Brasil ganhou em 2006 e 2008, enquanto a Itália venceu em 2005 e 2010.

Analisando as apresentações, temos que dar crédito aos italianos, que souberam utilizar o cenário e apresentar diversas surpresas com seus itens de palco.
Já a dupla brasileira, apesar de não trazer o tricampeonato, marcou pela sua simulação de voo, que certamente ainda será lembrada em WCS posteriores.

Veja as apresentações e tire suas conclusões:

Brasil:
http://www.youtube.com/watch?v=S5wMBg7SYzQ&feature=related


Itália:
http://www.youtube.com/watch?v=E7xD7n82GkU&feature=player_embedded

Tailândia:
http://www.youtube.com/watch?v=1VX90xpSfgU&feature=related




sábado, 7 de agosto de 2010

"Alto-ônibus" - o ônibus que circula acima do seu carro

Já esteve dentro de um ônibus parado em um congestionamento e calculou o quanto a sua viagem é prolongada por culpa do tráfego? Já esteve num carro e, ao observar que deveria esperar muitas pessoas subirem e descerem de um ônibus para o trânsito voltar a circular, pensou que as coisas poderiam ser diferentes? Se você disse sim a uma dessas perguntas, então provavelmente vai achar o novo projeto chinês bem interessante.

Visando melhorar o convívio entre carros e ônibus, os chineses criaram um ônibus que circula acima dos carros, enquanto estes passam entre as suas "rodas". Veja a imagem abaixo:




O projeto foi apresentado com o nome de "3D fast bus" na 13ª Beijing International High-tech Expo em maio deste ano.

Com esse novo ônibus, os carros podem circular normalmente, sem esperar o embarque e desembarque dos passageiros, enquanto quem estiver nesse novo ônibus terá a vantagem de seguir viagem acima dos congestionamentos, diminuindo o tempo de percurso.
O projeto está sendo desenvolvido pela empresa Shenzhen Huashi Future Car-Parking Equipment e está causando muita polêmica sobre seus possíveis problemas, tais como as dificuldades que os veículos sob o ônibus poderiam enfrentar ao decidir fazer uma curva no sentido contrário ou como seriam os acidentes.
As vantagens, além das mencionadas, também são o uso de energia limpa (elétrica e solar), a economia de 860 toneladas de combustível fóssil, a capacidade de transportar 1200 pessoas por vez, a rapidez com que pode ser construído (1 ano para cada 40 km enquanto são 3 anos para o mesmo percurso do metrô), sem falar na visão do céu, que é muito melhor do que a visão opressiva dos túneis. Em caso de fogo ou outro acidente, as saídas de segurança são abertas automaticamente e, como em aviões, são infladas as escorregadeiras para que os usuários possam sair rapidamente.
A previsão do inicio das obras é para o final deste ano. Quem sabe, se o projeto for bem sucedido na China, alguém não importa a ideia para as metrópoles brasileiras?

Para quem quiser ver um pouco mais sobre o projeto, passe no link abaixo, que apesar de ser em chinês, mostra várias imagens e permite uma razoável compreensão de como será:

http://www.umiwi.com/video/detail1541

terça-feira, 27 de julho de 2010

Arte Pública Interativa

Vindo para tirar a ideia de que Arte é algo destinado apenas a museus e galerias de arte, a exposição mostra que a Arte pode deixar de ser contemplativa para ser interativa. O FILE (Festival Internacional de Linguagem Eletrônica) de 2010 lança o FILE PAI (Paulista Avenida Interativa = Arte Pública Interativa), mostrando que interatividade é mais do que participação: é compreensão e absorção dos novos fenômenos sociais proporcionados pela tecnologia. A arte digital estará espalhada pela avenida Paulista de 27 de julho a 29 de agosto e poderá ser visitada gratuitamente.
De 27 a 30 de julho haverá transmissão ao vivo de palestras no site do FILE PAI.

Lugares e Obras

Projeção Interativa:
SMSLINGSHOT
VR/Urban: Patrick Tobias Fischer, Christian Zöllner, Thilo Hoffmann & Sebastian Piatza
Reino Unido

SMSlingshot” é um dispositivo de intervenção digital em que mensagens de texto podem ser digitadas em um telefone e, então, atiradas em um ponto como quando se usa um estilingue comum. Com esse dispositivo, as pessoas obtêm uma ferramenta que permite que elas falem na mesma língua cultural e tecnológica que as telas de publicidade desenvolvidas usam: imagens digitais, fluentes e complexas.

Metrô Brigadeiro:
WINDOSILL
Patrick Smith _ vectorpark.com
Estados Unidos

"Windosill" (2009) é uma série de salas imaginárias para destrancar e explorar.

e

THOMAS
Patrick Smith _ vectorpark.com
Estados Unidos

"Thomas" (2001-2005) é um ovo que monta um monociclo através de uma série de pequenas experiências.

Ônibus Sonoridade:
OMNIBUSONIA PAULISTA
Vanderlei Lucentini
Brasil

"Omnibusonia Paulista" é um ônibus sônico que se deslocará pela Avenida Paulista, contendo uma base sonora contínua, que dialogará com as inserções arquitetônicas do percurso. Essas inserções são casarões, prédios residenciais e comerciais, e possíveis construções ali existentes. Nesses pontos as inserções sonoras incluirão a memória imaterial neles contidos.

Carro:
CHASE
Karolina Sobecka
Estados Unidos

Desenhos animados acompanham o ritmo do carro em uma perseguição interminável. Sua velocidade corresponde à velocidade do carro. Representação infantilizada dos conceitos de perigo, violência, medo, perseguição, em absurdo contraste com a dura realidade do contexto urbano de Los Angeles.

Metrô Paraíso:
PIXELJUNK EDEN
Q-Games
Japão

Em "PixelJunk Eden", os jogadores, como "Grimps", tomam a forma de plantas abstratas para se mover pelo jardim, atacando os canteiros de pólen de seis lados, para juntar as pequenas partículas de pólen que podem transformar as sementes adormecidas (canto superior direito) em sementes ativadas (canto superior esquerdo). As novas sementes podem ser usadas para criar novas plantas e assim ganhar mais mobilidade pelo jardim.

Fnac:
FLOWER
That Game Company
Estados Unidos

"Flower" explora a tensão entre o tumulto da cidade e a serenidade da natureza. Os jogadores acumulam pétalas de flores enquanto o mundo da tela se alterna entre o pastoral e o caótico. Como no mundo real, tudo o que você pega causa uma alteração no meio-ambiente.

e

FLOW
That Game Company
Estados Unidos

"flOw" é um jogo sobre como pilotar um organismo aquático através de uma biosfera surreal onde os jogadores consomem outros organismos, evoluem e levam seus organismos para o abismo. Sendo parte da tese de pesquisa de Jenova Chen, "flOw" herdou o design de DDA ativo (ajuste dinâmico de dificuldade), onde os jogadores com diferentes níveis de habilidade customizam suas experiências dentro da zona e desfrutam do jogo em seu próprio ritmo.

Sesi:
FALE COM O FUTURO: CRIE FUTUROS DESEJÁVEIS
Lala Deheinzelin
Brasil

Nesta obra convidamos os participantes a falar com o futuro: desenhar ou escrever manualmente suas idéias de futuro desejável e depois gravar seu depoimento narrando o que criaram. A tecnologia utilizada (Livescribe/ Smarten) permite que se possa tocar em pontos do desenho e ouvir o que significam e permite o upload do que foi criado, como arquivo digital, para poder ser acessível a todos e gerar um acervo colaborativo na Wikifuturos (http://www.wikifuturos.com/).

e

ZEE
Kurt Hentschläger
Estados Unidos

Ambiente imersivo audiovisual, nevoeiro artificial e luz estroboscópica fazem parte da obra “ZEE”, que propõe um estado de “tabula rasa”, onde o quadro perceptivo do visitante é recalibrado. O centro da impressão visual de “ZEE” é de uma arquitetura psicodélica de luz pura. Todas essas informações são sintetizadas no cérebro das pessoas e tornam-se mais “paisagens mentais” do que uma mera percepção óptica do ambiente à sua volta.

Metrô Trianon-Masp:
WINDOSILL
Patrick Smith _ vectorpark.com
Estados Unidos

"Windosill" (2009) é uma série de salas imaginárias para destrancar e explorar.

e

PARK
Patrick Smith _ vectorpark.com
Estados Unidos

"Park" (2000) é um mundo de sonhos para investigar com o mouse.

Conjunto Nacional:
PISO
Rejane Cantoni & Leonardo Crescenti
Brasil

"PISO" é uma interface interativa desenhada para transferir dados de força e de movimento na relação humano-humano e na relação humano-espaço tempo. O modo de agenciar a interface é muito simples: você pisa em uma das duas extremidades da máquina e essa ação produz o deslocamento de uma onda na direção equivalente à ação. Para os outros usuários (não interatores), vale destacar que a onda em movimento levanta a chapa de aço e o conjunto levanta quem ou o que estiver em cima dela.

e

SIMULADOR DE ONDAS E SIMULADOR DE TURBILHÃO
Steger Produção de Efeitos Especiais Ltda.
Brasil

A movimentação da água por meio de sistemas engenhosos possibilitou a criação dos Simuladores de Ondas e de Turbilhão que interagem com o espectador por meio de um controle remoto. Além do efeito visual e da interatividade, os simuladores servem como exemplo explicativo do funcionamento de sistemas dinâmicos e complexos. De maneira lúdica, eles demonstram o funcionamento do denominado “Caos Determinístico”, pois será possível observar a alteração dos fenômenos causada tanto pela alteração da variável velocidade, como também da variável tempo.

Metrô Consolação:
FEED THE HEAD
Patrick Smith _ vectorpark.com
Estados Unidos

"Feed the Head" (2007) é um jogo surreal com regras que mudam.

e

LEVERS
Patrick Smith _ vectorpark.com
Estados Unidos

"Levers" (2001) é um jogo de equilíbrio com base na física.

Instituto Cervantes:
SNIFF
Karolina Sobecka
Estados Unidos

"Sniff" é uma projeção interativa em uma vitrine de loja que dá para uma calçada pública, simulando um envolvimento na vida real. Um cão animado segue o espectador, reage a seus gestos e forma um relacionamento com ele baseado na história de sua interação. A personalidade do cão é moldada pela relação que ele teve no passado e se expressa na modulação de comportamento sempre que um novo espectador se aproxima dele.

e

SIGGRAPH + JAPAN MEDIA ARTS FESTIVAL

FILE Animação apresenta os festivais internacionais Japan Media Arts Festival e o Siggraph como parceiros do FILE em 2010, mostrando parte da programação de ambos festivais no Instituto Cervantes.

Masp:
INFINITO AO CUBO
Rejane Cantoni & Leonardo Crescenti
Brasil

Imagine um cubo espelhado de 3 x 3 x 3 metros suspenso a 25 centímetros do chão apoiado numa cruzeta no centro de sua base e em quatro molas, uma em cada canto. Espelhado por fora reflete o espaço à sua volta. Espelhado por dentro, ao fechar a porta, provoca reflexões infinitas em todas as direções. Desenhe o espaço infinito utilizando a massa do seu corpo, e através do seu deslocamento no interior do cubo. A sensação de um espaço fechado explodir ao infinito faz pensar a dimensionalidade. A compreensão do infinito é possível. “Infinito ao Cubo” é apenas matematicamente impossível.

Fonte sobre os lugares, obras e demais informações sobre a exposição:
http://www.filepai.org/sobre.aspx

Reportagem sobre a exposição:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1307643-7823-FESTIVAL+LEVA+ARTE+INTERATIVA+PARA+AS+RUAS+DE+SAO+PAULO,00.html

Links relacionados:

http://universia.com.br/cultura+/materia.jsp?id=20027

http://www.sesisp.org.br/home/2006/centrocultural/Prog_expo.asp

domingo, 18 de julho de 2010

CellCraft

Gosta de biologia? Não gosta de biologia e quer aprender sobre célula brincando? Quer ser uma célula que precisa combater diferentes tipos de virus, criar estratégias para conseguir ATP e sobreviver? Experimente o jogo CellCraft e aprenda sobre centríolo, mitocôndria, cloroplasto, ribossoma, peroxissoma, lisossoma, ATP, aminoácidos, glicose, etc.
Experimente e descubra como uma aula de biologia poderia ser se fosse um jogo:
Observação: o jogo é em inglês.



Imagem: http://armorgames.com/play/6347/cellcraft - Fase 8

Kungfu/ wushu - Luta e Arte, Mariana Baruco Machado Andraus

Mariana Baruco, graduada em Dança e Mestre em Artes pela Unicamp, utiliza os fundamentos da coreologia para a análise de movimentos do estilo de kungfu louva-a-deus e narra em seu livro como surgiu o processo criativo para uma composição coreográfica derivada desses movimentos.

Baseado numa pesquisa desenvolvida pela autora no Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Estadual de Campinas, o livro pode ser lido tanto pela visão de um dançarino quanto pelo aspecto de um praticante de kungfu, que pode enriquecer seus conhecimentos com a obra, principalmente pelos capítulos 2 e 3.

No Capítulo II "Considerações sobre o kungfu e o estilo louva-a-deus", o praticante vai encontrar a parte histórica, as formas de tratamento, as ramificações do estilo, as relações entre mestre e discípulo, entre outras considerações importantes e que são tão difíceis de se achar no Brasil.

No Capítulo II "Análise Coreológica", a análise das formas Bung Po e Sap Baht Sao, com suas imagens e descrição dos movimentos, muito enriquecem a relação do praticante de kungfu com a forma a ser praticada, pois é um registro do movimento que poderá ser sempre consultado e estudado.

No decorrer do livro, aprende-se muito sobre as semelhanças e diferenças entre a dança e o kungfu. Imagino que para um dançarino que não pratique o kungfu, o livro proporciona o elo e o introduz ao universo das artes marciais, enquanto para o praticante de kungfu a obra surge com uma nova proposta de como ver e sentir o movimento, fornecendo informações sobre os aspectos qualitativos (como ritmo e dinâmica) que proporcionam uma maneira de avaliar o movimento que para muitos pode ser uma novidade.

A parte final do livro que narra a busca e o desenvolvimento da coreografia desperta a curiosidade quanto ao resultado de "O pássaro e o guerreiro". Tenho certeza de que assim como eu, muitos leitores terminarão a obra pensando que, se um dia surgir a oportunidade, terão muito prazer em conhecer.

A autora atualmente é Doutoranda em Artes pela Unicamp, praticante de kungfu e se você se interessou pelo livro, passe no site da editora: http://www.annablume.com.br/comercio/product_info.php?cPath=8&products_id=1388



Imagem: http://www.annablume.com.br/comercio/popup_image.php?pID=1388

Se quiser saber um pouco mais sobre a minha experiência com o kungfu, passe no meu post do ano passado, que fala sobre a arte de praticar arte marcial:
http://belcrivelli.blogspot.com/2009/11/arte-de-praticar-arte-marcial.html

E se quiser saber sobre onde eu pratico kungfu, passe em:
http://www.brendanlai.com/site/

Rangers: Ordem dos Arqueiros – Livro 4 – Folha de Carvalho

Com o início da primavera, novos perigos chegam até Will e Evanlyn. Planejando a fuga da Escandinávia, Evanlyn observa que é melhor sair sozinha para caçar enquanto Will recupera suas forças ficando na cabana, pois assim ele pode estar mais preparado para a longa caminhada da fuga. Numa dessas caçadas, enquanto Evanlyn estava concentrada em preparar uma armadilha, um misterioso cavaleiro se aproveita para raptar a garota. Will, ao descobrir que Evanlyn foi capturada, apesar de ainda estar se sentindo fraco, decide seguir os rastros de seu captor, caminhando com dificuldades pela neve.

Enquanto isso, Halt prepara um documento falso para conseguir passar pelo posto da fronteira do desfiladeiro, que serve de passagem para a Escandinávia. Horace, fiel ao código moral ensinado na Escola de Guerra do Castelo Redmont, não concorda com o uso do documento falso e quer que Halt ache uma outra solução para passarem pelo posto da fronteira.

Será que Will terá forças para perseguir o misterioso cavaleiro ao ponto de alcançá-lo? O que pretende esse cavaleiro com Evanlyn? Halt conseguirá convencer Horácio a usar o documento falso? Quem é esse misterioso cavaleiro? O que pretende?
Leia e descubra as respostas para estas e muitas outras perguntas que surgem durante o livro, numa narrativa repleta de ação e onde os arqueiros mostram seu valor e a sua capacidade de fazer a diferença. Excelente!


Imagem: http://www.rangersapprentice.com.au/downloads.aspx

Rangers: Ordem dos Arqueiros – Livro 3 – Terra do Gelo

Nessa continuação de congelar os ossos, Will e Evanlyn são prisioneiros dos escandinavos, que os arrastam de navio até o outro lado do oceano. O mau tempo obriga Erak a ancorar seu navio e interromper sua viagem para a Escandinávia. Ilhados, os jovens se vêem obrigados a aceitar sua situação de escravos enquanto esperam o momento certo para a fuga. E para piorar, não se sabe qual vai ser a reação dos escandinavos quando descobrirem a verdadeira identidade de Evanlyn.

Enquanto isso, Halt procura uma maneira de ser liberado de suas obrigações para partir em busca de Will, até que decide arriscar o que possui de mais precioso para recuperar seu jovem aprendiz de arqueiro. Horace, por sua vez, dá nova prova do valor de sua amizade por Will, também colocando-se à disposição de buscá-lo.


Halt vai ser liberado de suas obrigações para partir em busca de Will? Horace conseguirá permissão da Escola de Guerra para se afastar de seu treinamento e partir em busca do amigo? Will e Evanlyn vão fugir antes de chegarem à Escandinávia?


Muitas surpresas acompanham este volume, com inúmeros inimigos, diversos desafios a serem superados e uma ajuda inesperada. O final do livro não encerra a história. Portanto, se você é o tipo de pessoa curiosa que quer saber logo o que acontece depois, já tenha o volume 4 por perto para saber o desfecho dos momentos emocionantes desse livro. Boa leitura!





Imagem: http://www.rangersapprentice.com.au/downloads.aspx

Rangers: Ordem dos Arqueiros – Livro 2 – Ponte em Chamas

A aventura continua com bastante ação, culminando na possibilidade de uma guerra aberta contra Morgarath. O jovem arqueiro Will, ajudado por seu grande amigo e cavaleiro Horace, enfrentarão grandes perigos ao serem enviados numa missão. A batalha contra Morgorath está tomando proporções devastadoras, pois além dos Wargals, Morgorath conta com a ajuda dos Escandinavos, um povo que demonstra ser extremamente perigoso em combates corpo-a-corpo e que dão o melhor de si para quem os paga a contento.

Surge, então, uma personagem misteriosa, Evanlyn Wheeler, que levanta muitas perguntas e algumas suspeitas. Seria ela quem diz ser, uma mera criada? Seria uma espiã? Como se explicam determinados conhecimentos que ela possui? E por que ela desvia o olhar, parecendo que mente? Para não abandoná-la em meio ao campo de batalha, Will e Horace se vêem obrigados a trazer Evanlyn consigo, ao mesmo tempo que os jovens guerreiros precisam impedir os planos de Morgarath e evitar a queda do Reino de Arauluen.

Nessa 2ª parte, Will poderá por em prática seus ensinamentos e provar tanto suas habilidades como arqueiro quanto o valor de sua coragem. Quem já leu o 1º volume, não pode perder essa continuação!

Sobre o volume 1, As ruínas de Gorlan e seu autor: http://belcrivelli.blogspot.com/2010/05/rangers-ordem-dos-arqueiros-john.html




Imagem: http://www.rangersapprentice.com.au/downloads.aspx

domingo, 9 de maio de 2010

Rangers: Ordem dos Arqueiros, John Flanagan

No Período Medieval, no Reino de Araluen, a Ordem dos Arqueiros é a Inteligência, sendo os olhos e ouvidos do Reino, supervisionando e fazendo com que as leis sejam cumpridas. Além de peritos em arco, os arqueiros são habilidosos rastreadores, conseguindo distinguir vários tipos de rastros e seus diversos detalhes. No Reino, os arqueiros são conhecidos por moverem-se de forma invisível, fama ganha pela capacidade de seguir alguém silenciosamente e mesclando-se com o ambiente. Quando os jovens completam 15 anos em Redmont, eles se tornam aprendizes de alguma das profissões do feudo e Will, que é magro e baixo, não é qualificado para a Escola de Guerra, o seu grande sonho. Para a surpresa do rapaz, ele é convidado para entrar na Ordem dos Arqueiros e a aventura começa.

Li “As Ruínas de Gorlan”, o 1º livro de uma série que até o momento já tem 9 volumes. O livro acompanha o crescimento e aprimoramento do personagem e seus amigos, proporcionando ao leitor a oportunidade de vê-los deixarem de ser simples garotos para tornarem-se heróis. Aproveitei o contato com o autor, que até então me era desconhecido, para pesquisar sobre ele.

John Anthony Flanagan é australiano, nasceu em 22 de maio de 1944 em Sidney, trabalhou com publicidade e propaganda, tendo escrito para a televisão antes de partir para os livros. Fez o seriado de comédia “Hey, Dad..!”, que foi ao ar na TV Australiana de 1987 a 1994, com mais de 200 episódios. Sua inspiração para os livros veio do filho Michael, que aos 12 anos precisava de incentivo para a leitura. Pensando em cativá-lo, o pai criou o personagem Will, que ao contrário dos personagens fortes e musculosos inicia a obra sentindo-se um perdedor.

O livro “As Ruínas de Gorlan” foi publicado pela 1ª vez em 2004. Desde então o autor tem se dedicado a compor a coleção. Para os fãs de aventura medieval, a obra inicia o que pode vir a ser uma grande trajetória. Gostei do primeiro. Vou ler o próximo volume e depois registro minha impressão.

http://www.rangersapprentice.com.au/


quinta-feira, 6 de maio de 2010

Malha Ecológica

Uma empresa que trabalha com material reciclado na produção de ecobags e camisetas deixou uma mensagem no meu post de ontem. Fui ao site deles para conferir a Responsabilidade Ambiental e gostei do que encontrei.

A Fujiro Ecotêxtil utiliza em seus produtos uma malha ecologicamente correta, a malha PET (Politereftalato de Etila), que é composta de fio PET acrescido de algodão reciclado. Eu já tinha ouvido sobre camisetas que utilizam PET na sua confecção, mas confesso que o termo fio PET e algodão reciclado me eram desconhecidos.

Como o próprio site explica, o fio é formado das garrafas PET que foram lavadas, moídas, descontaminadas, fundidas e transformadas em flocos. Posteriormente, esses flocos tornam-se as fibras de poliéster para a confecção de tecidos.

O site também fala sobre o algodão reciclado, que é o resultado do recolhimento das rebarbas de tecido que seriam desprezados e que, após a separação por cores, volta a ser transformada em fio.

Levando-se em consideração que o PET demora aproximadamente 450 anos para biodegradar e que o algodão reciclado evita o desperdício de matéria-prima (com sete camisetas se produz 1kg de algodão reciclado) as malhas ecológicas são mais do que bem vindas!

Pequisando sobre tecidos ecológicos, encontrei um outro interessante: o Algodão Colorido, que dispensa uso de corantes. Por ser naturalmente colorido, pode ser utilizado por pessoas alérgicas a tecidos coloridos artificialmente, com a vantagem extra de que não desbota.

Empresas que utilizam fibras ecológicas e sustentáveis:

http://www.fujiro.com.br/
http://www.maxitex.com.br/site/content/home/
http://www.ecomalhas.com.br/principal.htm
http://www.tramaecologica.com.br/index.html
http://www.camisetadepet.com.br/blog/
http://www.amaterra.com.br/default.asp

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Unindo ecologia e cultura

Esbarrei com uma notícia do mês passado que me deixou animada por vários motivos. Primeiro, porque incentiva a leitura. Segundo, por ajudar o meio ambiente. Terceiro, porque divulga autores brasileiros. E de acréscimo, oferece um tipo de competição saudável aos jovens. O melhor de tudo é que o pacote de vantagens é fechado.

Vamos à notícia: um Projeto chamado “Livro Livre” permite os estudantes do ensino municipal trocar um quilo de material reciclado por um livro, que é dado ao aluno.
Onde? Em Jaraguá do Sul.
Patrocinado por quem? Pela WEG através da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).
Como são os livros? São divididos em faixa etária, abordam diferentes gêneros e trazem obras inéditas de escritores da região.
O que acontece com o material reciclado? Será recolhido por uma empresa, cujo dinheiro da venda será investido em material didático para a escola.
Números: 17,7 mil estudantes e 1,4 mil professores de 107 escolas já foram beneficiados com o Projeto “Livro Livre” em Blumenau e Gaspar. Investimento: mais de R$ 250 mil.

Bem que esse projeto poderia se tornar nacional...


Notícia:
http://www.weg.net/br/Media-Center/Noticias/Comunidade/Troque-material-reciclado-por-Livro

terça-feira, 4 de maio de 2010

Virada Cultural

Tenho acompanhado as notícias sobre a Virada Cultural 2010 e fico morrendo de vontade de poder ir para São Paulo para participar. Na Praça Julio Prestes, por exemplo, queria ver Palavra Cantada, Toquinho e o clássico ABBA. Na Estação Luz tem várias orquestras interessantes e o Trem da CPTM está com o Projeto Artístico "trem das Onze - 100 Anos de Adoniran Barbosa". Na av. São João vai tocar Titãs (já vi 3 shows e adoraria ver mais um...), Velhas Virgens e CPM 22 tocando Ramones. Na praça Roosevelt chegarão as paradas cosplay, a medieval e a dos monstros. No vão da praça Roosevelt vai estar a galera do Star Wars e Jornada nas Estrelas. O Cine Windsor apresentará vários filmes sobre o Godzilla, o Cine Dom Jose apresentará vários sobre Lobisomen, O Cine Arouche trará grandes clássicos dos musicais e o Cine Belas Artes fará a Virada Gastronômica.
O Palácio da Justiça vai expor obras de Aleijadinho, o Museu do Tibunal de Justiça falará de Machado de Assis, etc. No interior, teremos em Araçatuba: CPM 22, Mawaca, Alice Ruiz e Alzira Espíndola, em Araraquara: Manu Chao, Lenine, Ludov, em Assis: Toquinho, Kid Vinil, Chico Pinheiro, em Bauru: Diogo Nogueira, Wander Wildner, Demônios da Garoa, em Caraguatatuba: Sepultura, Antônio Nóbrega, em Franca: Falamansa, Vitor Araújo, Tiê, em Indaiatuba: Bebel Gilberto, Mônica Salmaso, Jazz Sinfônica, em Jundiaí: Cat Power, Zeca Baleiro, Pitty, Cidadão Instigado, em Marília: Cachorro Grande, Madame Mim, em Mogi das Cruzes: Mudhoney, Almir Sater, Autoramas, em Mogi-Guaçu: Arnaldo Antunes, Beto Guedes, Arrigo Barnabé, em Piracicaba: Yann Tiersen, Paralamas do Sucesso, Toquinho, em Presidente Prudente: Lobão, Detonautas, Dona Ivone Lara, em Ribeirão Preto: Titãs, Toni Garrido, Nina Becker, em Santa Bárbara do Oeste: Elba Ramalho, Ultraje a Rigor, Maria Alcina, em São Carlos: Cordel do Fogo Encantado, Móveis Coloniais de Acaju, Negra Li, em São João da Boa Vista: Blitz, Ana Cañas, Canastra e Yan Tiersen, em São José do Rio Preto: Mudhoney, Vivendo do Ócio, 100 + Nem Menos, em São José dos Campos: Cat Power, Banda Sinfônica de SP, Del Rey, Cia. Furufunfun, em Sorocaba: Titãs, OSESP, Quinteto em Branco e Preto, na Baixada Santista: Manu Chao, Zeca Baleiro, Otto, Cérebro Eletrônico, Rosana.

E em Campinas, por que não vai ter nada? Como pode uma Metrópolis alegar falta de verba?
Registro minha indignação!

Fonte:
http://www.infomaroto.com/blog/virada-cultural-2010/
http://viradacultural.org/programacao
http://eptv.globo.com/lazerecultura/lazerecultura_interna.aspx?285162

Pérolas da Infância

Havia algum tempo que eu estava com a garganta irritada e a voz falhando. Interessada em saber se eu poderia ler um livro para ela, minha filha perguntou:

- Melhorou sua rouquês?

*********************


- Mãe, quem cuida do ouvido é ouvidólogo?

*********************

- Já arrumou o seu pijama para o acampamento?

- Sim: já coloquei na mochila o meu moletom mais abatido!

*********************

- Mãe, coloca mais açúcar. Está tão inodoçoro...

*********************

- E aí, filha, como foi a prova?

- Você não adivinha qual questão eu errei.

- E qual foi?

- A que perguntava o que era apicultura.

- E o que foi que você respondeu?

- Que era quando uma pessoa picava os músculos da gente com aquele monte de agulha finhinha...

Relacionamentos no Ambiente de Trabalho

Passamos muitas horas do dia no nosso ambiente de trabalho e, quanto melhor ele for, menor será o estresse e executaremos a nossa atividade com mais satisfação. A menos que você trabalhe sozinho e tenha apenas clientes e fornecedores com quem se relacionar, certamente você terá colegas de trabalho e chefe. Para estabelecer um relacionamento de confiança, é preciso tomar cuidado com algumas situações que podem ser fatais para a sua imagem profissional. Pensando em ajudar outros profissionais, aqui vão 10 dicas para trabalhar num ambiente agradável:
  1. Fuja dos boatos cujo objetivo é prejudicar alguém ou a própria empresa. Se a questão trouxer maiores implicações, você poderá ser considerado culpado por associação.

  2. Faça a sua parte e deixe a quem compete conferir o que está errado.

  3. Cuidado com o que fala para que suas palavras não se voltem contra você. Prefira ouvir mais e falar menos.

  4. Não discuta a vida pessoal de quem quer que seja, a não ser que você fale diretamente para a pessoa envolvida.

  5. Não troque segredos empresariais.

  6. Quando houver um problema a ser resolvido, converse e procure uma solução para ele. Não fique se queixando pelos cantos ao invés de tomar uma atitude.

  7. Não divulgue informações das quais não tenha certeza.

  8. Cuidado com quem você comenta algo, pois é do jeito da pessoa que escuta que a história será passada adiante.

  9. Se algum comentário seu magoar alguém, peça desculpas imediatamente.
  10. Aproveite as conversas para troca de dados. Ofereça informações relevantes para a carreira do seu parceiro para que ele se sinta predisposto a fazer o mesmo.

O que fazer quando um boato pode prejudicar a sua imagem e a sua carreira?

1º) Avalie a proporção do boato. A resposta deve ser igual ao tamanho do prejuízo, pois ao se pronunciar diante de toda a empresa você chamará a atenção de quem nem sabia da fofoca. Procure envolver somente as partes afetadas.

2º) Avalie o estrago. Se o boato for muito danoso, vale a pena se pronunciar publicamente para esclarecer a situação, mesmo que envolva poucas pessoas.


Cuide do seu ambiente de trabalho, pois ele é uma parte importante da sua qualidade de vida!

domingo, 18 de abril de 2010

Por uma educação melhor!

Na esquina onde moro há um outdoor onde um cursinho pré-vestibular faz propaganda alternando pérolas do ENEM e de vestibulares. A cada mudança, tenho o desprazer de ler mais uma frase feita por um aluno que deu o melhor de si e ainda ficou muito longe do mínimo necessário. Num primeiro momento, a maioria das frases promovem o riso, mas depois a sensação que predomina é uma imensa tristeza. O que a atual educação brasileira está proporcionando aos seus cidadãos?
Veja alguns exemplos:

"Os Estados Unidos tem mais de 100.000 km de estradas de ferro asfaltadas."

"As estrelas servem para esclarecer a noite e não existem estrelas de dia porque o calor do sol queimaria elas."

"As autoridades estão preocupadas com a ploleferação da pornofonografia na Internet."

"A ciência evoluiu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly."

"Hormônios são células sexuais dos homens masculinos."

"Onde nasce o sol é o nascente, onde desce é o decente."

"O nervo ótico transmite idéias luminosas para o cérebro."

"Os egípcios dezenvolveram a arte das múmias para os mortos poderem viver mais."

"Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos."

“Temos que criar leis legais contra isso.”

“Uma vez que se paga uma punição xis, se ganha depois vários xises.”

“A Amazônia está sofrendo um grande, enorme e profundíssimo desmatamento devastador, intenso e imperdoável.”

“Explorar sem atingir árvores sedentárias.”

“A floresta está cheia de animais já extintos. Tem que parar de desmatar para que os animais que estão extintos possam se reproduzirem e aumentarem seu número respirando um ar mais limpo.”

“A floresta tá ali paradinha no lugar dela e vem o homem e créu.”

“O serumano no mesmo tempo que constrói também destrói, pois nos temos que nos unir para realizarmos parcerias.”
“Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais.”
“…agir de maneira inesperável.”
“…eles matam não somente aves mas também os desmatamentos de animais também precisam acabar.”
“Morrem queimados e asfixiciados.”
“Hoje endia a natureza…”
“o problema da amazônia tem uma percussão mundial. Várias Ongs já se estalaram na floresta.”

“Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele.”
“Já está muito difícel de achar os pandas na Amazônia.”

‘O sero mano tem uma missão…’

‘O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas.’

‘O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!’

‘A situação tende a piorar: o madereiros da Amazônia destroem a Mata Atlântica da região.’

‘É um problema de muita gravidez.’

‘A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO.’

‘A natureza brasileira tem 500 anos e já esta quase se acabando’

‘Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia.’

‘Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado.’

"… são formados pelas bacias esferográficas."


A educação precisa de uma reforma urgente!

Lembre-se: este ano é ano de eleições. Escolha bem, ou o que nos reserva será:


"O Brasil é um país abastardo com um futuro promissório."

quarta-feira, 14 de abril de 2010

16 de Abril - Dia Mundial da Voz

Você já se imaginou sem voz? Certamente não. A voz, além de ser uma das principais formas de comunicação do ser humano, também é um importante instrumento de trabalho para 70% dos trabalhadores (vendedores, recepcionistas, radialistas, professores, operadores de telemarketing, médicos, etc). O que acontece quando um trabalhador perde a voz? Isso acarreta prejuízos para o trabalhador e para o país. Então, se a voz é tão importante, é preciso saber mais sobre ela. Você sabe como a voz é produzida? O ar sai dos pulmões, vibra as cordas vocais e é “moldado” pela garganta, boca, língua e lábios. Durante a vibração, uma corda vocal encosta na outra cerca de 100~300 vezes por segundo. A voz pode ser regulada: grave ou aguda, alta ou baixa, apresentando diversos tipos de voz. As cordas vocais são muito versáteis e eficazes mas elas também tem seus limites. Falar alto, gritar, tossir e pigarrear são prejudiciais, assim como cigarro, álcool, irritantes químicos, infecções (gripe) e ressecamento. Quando as cordas vocais estão doentes, você pode ter um ou mais destes sintomas: rouquidão, cansaço ao falar, falhas ou perda de voz, dor ou ardência na garganta, pigarro, dificuldade para engolir. Se você tem algum desses sintomas, você pode estar com: laringite, hemorragia, nódulos (calos), pólipos ou câncer de laringe. O Brasil é um dos países do mundo com maior incidência de câncer de laringe, principalmente relacionado ao tabagismo e etilismo, onde a rouquidão costuma ser o 1º sintoma. Desde que diagnosticado no início do quadro, o câncer de laringe tem grandes possibilidades de cura. E para saber quando você deve procurar um médico, fique atento para os seguintes sintomas: rouquidão persistente por mais de duas semanas, rouquidão associada a outros sintomas (dificuldade para engolir ou respirar) e perda súbita da voz sem um quadro gripal associado. E se você fuma, estes conselhos são ainda mais importantes. O médico responsável por cuidar da voz é o otorrinolaringologista, que além dela também cuida do nariz, ouvidos e garganta. E se você é daquelas pessoas que tem medo de ir ao médico, saiba que a grande maioria das doenças da voz tem tratamento (medicamentos, fonoterapia, cirurgia) e quanto mais cedo o diagnóstico é feito, maiores as chances de se preservar a boa voz, principalmente em casos de câncer.
Agora, se você não tem nenhum problema com a sua voz, siga estas recomendações para melhor preservá-la:
  • não fume
  • não consuma álcool em excesso
  • não grite
  • evite pigarrear ou tossir
  • evite falar muito em ambientes com fumantes, poeira, mofo, cheiros fortes, barulhentos ou abertos
  • não force a voz quando estiver gripado, durante o período menstrual, após ingerir grandes quantidades de aspirinas, calmantes ou diuréticos
  • evite alimentos derivados de leite e achocolatados antes do uso intenso da voz
  • evite ingerir alimentos que causem azia ou má digestão, que sejam muito apimentados ou muito gordurosos
  • evite beber muito café
  • articule bem as palavras
  • fale pausadamente, “tomando” ar entre as falas
  • deixe a voz descansar, fazendo momentos de repouso vocal
  • beba muito líquido em temperatura ambiente (1,5 a 2 litros por dia)
  • cuide da saúde geral (sono, alimentação, atividades anti-stress)

fonte: www.ablv.com.br

Nos dias 15 e 16 de abril, das 8h às 16h, sob a coordenação da disciplina de Otorrinolaringologia, o Hospital de Clínicas da Unicamp irá oferecer atendimento médico especializado à população da Região Metropolitana de Campinas, tendo como objetivo orientar as pessoas quanto aos problemas de voz que podem interferir na qualidade de vida, nas relações de trabalho, e na sobrevivência.

Campanha da Voz – Perguntas Frequentes:
http://www.ablv.com.br/campanha_detalhes.asp?id=1

Comunidade da Campanha da Voz:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=78012381

Os problemas mais comuns da voz:
http://www.ablv.com.br/campanha_detalhes.asp?id=4

domingo, 11 de abril de 2010

Saga Crepúsculo

Comecei a ler para saber se o livro seria adequado para a minha filha de 10 anos que se interessou pela obra. Em 15 dias havia lido os quatro volumes da série e deixo abaixo as minha considerações:

1) Não é recomendável para menores de 14 anos.
2) Não é recomendável para quem tem tendência a se deprimir ou a ficar ansiosa ao ser influenciada pelas personagens.
3) A sensação de perseguição que a personagem vivencia pode proporcionar pesadelos. Não cheguei a sonhar com vampiros ou lobisomens mas minha mente povoou minhas noites com bandidos atrás de mim.
4) Não comece a ler se não tiver tempo de continuar e for curiosa. Confesso que li durante cada minuto livre de meu dia.
5) Não compare Edward com o seu namorado (no meu caso, fiquei feliz, mas soube de muitas que não tiveram a mesma sorte).

A história não parece acabar por completo ao final de cada livro e você sente a necessidade de ler o próximo volume. Os livros são cheios de momentos de angústia e tensão e você só se depara com o desfecho no 4º volume, que é surpreendentemente feliz. Não vou dizer maiores detalhes sobre a obra, pois prefiro que cada um tire as suas próprias conclusões. Digo apenas que estive a cada momento junto com a personagem, pois a autora foi muito eficiente nisso.

Pérolas da Infância

- Você acha que a personagem é muito malvada?
- Ela é uma bruxelenta!

********************************

- Filha, você não devia pensar em se vingar das pessoas...
- Você vai ver mãe, minha vingância será maligna!

********************************

- Mãe, me ajuda a tirar esses fiaspos...

********************************

- Que desenho é esse?
- Esse é o desenho onde um inimigo do Batman fez um parto com um demônio para conseguir ficar imortal: ele precisava roubar 10 almas até a meia noite.

********************************

- E então eu bati o rosto e o problema se engravidou.

Sexo e as Uniões Estáveis

Muitas pessoas reclamam que faziam mais sexo quando eram solteiras ou que o sexo era melhor. O que provavelmente elas não visualizaram são os motivos que diferenciam a qualidade e a quantidade das relações sexuais entre a época de casadas com o período em que eram solteiras.
Como nem todo casal passa pelo casamento tradicional para depois morar juntos como se fossem marido e mulher, vou falar sobre o que tenho observado com relação ao sexo durante as uniões estáveis. Muitas revistas femininas dão dicas de como apimentar sua relação para que o sexo não caia na monotonia da rotina nem fique na categoria de obrigação. O que essas revistas não falam é dos motivos que levam as pessoas a verem o sexo de uma maneira tão diferente de quando se é solteiro.
Quando se está ficando, namorando ou em alguma outra relação em que haja sexo mas não se more junto, o momento do encontro é profundamente desejado e é planejado com intensidade por ambos, que não sabem quando será a próxima oportunidade. Já a união estável trás a segurança do parceiro fixo e da possibilidade de sexo a qualquer hora. Bem, quase a qualquer hora.
Vamos analisar quando um casal que viva em uma união estável sabe que não pode fazer sexo:
1)Não pode ser na hora de trabalhar, senão como as contas serão pagas?
2)Não pode ser na hora de estudar, senão como se formar para garantir um lugar melhor no mercado de trabalho?
3)Não pode ser na hora de fazer as compras para reabastecer a despensa, na hora de pagar as contas ou fazer os serviços de casa, senão quem vai manter a rotina do lar em dia?
4)Não pode ser na hora em que os filhos estão acordados, no caso de casal que os tenha, pois é preciso dar atenção a eles. Além do mais, o que eles vão pensar se os pais se trancarem no quarto?
5)Não pode ser na hora de fazer visita social aos parentes ou de ser visitado, e não preciso nem o falar porquê, não é?
6)Não pode ser quando um dos dois está doente, porque como um poderá ter prazer quando o outro não se sente bem?
7)Não pode ser quando um está muito cansado, com sono, preocupado ou nervoso pois a mente não estaria no clima e como um poderia insistir para que o outro cedesse se ele não estaria em condições para isso?

Se você pensar em todos os motivos que esse casal estável tem para não fazer sexo, você observa que tudo depende das obrigações que ambos assumiram e que precisam cumprir antes de terem o tão desejado momento a sós. Entendendo esses motivos, é mais fácil aceitar que a quantidade de relações varia em função dessas obrigações e não da vontade do casal.
Mas, como a qualidade pode compensar a quantidade, é preciso investir nesse aspecto. Então, depois que tudo está em dia e ambos estão bem, é preciso investir na qualidade da relação e procurar o que agrada ao casal: um lugar diferente, um ambiente romântico, um jantar especial antes, comprar alguns acessórios (óleos aromáticos, incensos, velas, roupa sexy, algum brinquedinho), um banho juntos, música ambiente, um filme para entrar no clima, etc.
Enfim, é preciso ser criativo e valorizar esse momento a dois tanto quanto se valorizava quando se era solteiro. O que não se pode fazer é deixar que os problemas do cotidiano ocupem tanto o casal que eles permitam que a relação caia no eterno “papai e mamãe”.
Por isso, aconselho que assim como os casais de namorados passam o dia planejando o próximo encontro, os casais que moram juntos não só esperem que tudo esteja em sintonia para a hora H mas também lembrem de por em prática algumas dicas para apimentar a relação ou praticar algo inovador!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O Livreiro

Se você gosta de ler e procura um lugar onde possa comentar sobre livros, autores preferidos, participar de um clube do livro, conversar sobre livros que foram adaptados para filmes ou falar sobre outros assuntos relacionados, eis um ótimo site: http://olivreiro.com.br/home/. Você pode criar o seu perfil, montar sua estante de livros virtual (livros que está lendo, lidos, favoritos, livros que deseja ler, que deseja doar e livros que deseja ganhar),pode participar de comunidades, criar comunidades, fazer sua lista de autores favoritos e encontrar dezenas de pessoas que gostam dos mesmos livros que você.
A parte do site Clube do Livro dá ao leitor a oportunidade de votar em um dos três livros propostos para a próxima discussão e opinar sobre o escolhido. É um ótimo lugar para refletir sobre o autor e sua obra, trocar impressões com outros leitores e deixar registrada a sua opinião sobre o livro.
Há também um blog que trás notícias que envolvam livros, como "J.K. Rowling, as colagens e os processos de plágio", "Os professores e as mídias sociais – encontro do Livreiro", "O bloco dos nerds – o que fazer no carnaval", "1984: obra que batizou BBB em foco no Clube do Livro", etc.
Concluindo pelo pouco que vi, já que conheci o site ontem, o site é interessante e com bastante potencial. Já me inscrevi e pretendo voltar mais vezes.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

30 anos: o momento da reflexão

Completar 30 anos provoca reações variadas e complexas. Para mim foi um momento de reflexão, de avaliar o que precisava ser mudado e partir para a ação. Confesso que cheguei aos 30 feliz com as minhas experiência pessoais, que boas ou ruins (algumas muito ruins), forjaram quem sou e fortaleceram laços com aqueles que eu estimo. Mas quando atingi os 30, fiz minha auto avaliação e não parei para refletir sobre a experiência dos outros. Hoje, com 31, vejo outras pessoas chegando aos 30 e observei que as reações foram bem diferentes.

A síndrome do “sentindo-se velho”

Há pessoas que acham que ter 30 é sinônimo de ser velho: ter papo de velho, sentir os limites que a idade dá ao corpo e só querer fazer programas de velho.
1) Papo de velho. O que é papo de velho? Pensando o contrário: o que é papo de jovem? A balada? Falar de quem está ficando com quem? A roupa irada que alguém comprou? O novo corte de cabelo que dá um visual maneiro? O último filme que está bombando nas bilheterias? O jogo em rede do momento?
Comparativamente, pessoas mais velhas podem falar das mesmas coisas. O que muda é o peso que essas coisas tem em suas vidas, pois surgem outras coisas mais relevantes, como pagar as contas com o próprio salário, por exemplo. No domingo, você sai de casa sabendo que a hora da sua volta não pode te atrasar para estar no trabalho na 2ª feira, o que é bem diferente de sair com a preocupação de saber o limites de faltas para ver se vai dar para matar aula. As prioridades mudam, pois a liberdade de viver sozinho implica em se sustentar sozinho ou em família e traz responsabilidades bem diferentes daquelas que se tem vivendo com os pais ou em república. O papo passa a incluir o chefe autoritário que sobrecarrega ou não valoriza você, o colega folgado que não trabalha direito ou aquele que faz tudo para prejudicar os outros e o chefe não percebe. Ainda se fala de baladas, shows e outros programas noturnos, mas também se fala de problemas de relacionamentos, o que não existe para quem está apenas “ficando”. Há aqueles que já casaram, tiveram filhos, divorciaram, financiaram imóveis, carros, etc, o que trás assuntos diferentes da época do “ficar” e viver com a mesada, a bolsa de estudos ou similares. Pode-se falar do marido que colabora ou não com as tarefas domésticas, das dificuldades do filho calmo ou hiperativo, dos problemas com o ex-marido e ainda falar de atualidades. Os relacionamentos são mais duradouros e profundos, mas o envolvimento com as atualidades depende do interesse e empenho pessoal, o que não é determinado pela idade e sim pelas particularidades de cada um. Eu, por exemplo, sempre fui desatualizada e desligada para um monte de assuntos, me concentrando nas atualidades de alguns temas bem específicos (anime/ mangá, meio ambiente) e isso sempre foi dessa maneira e quem sabe se assim será. Não fiquei mais desatualizada com a idade. Acho até que algumas coisas melhoraram, pois a Internet me forneceu mais acesso e variedades de informação. O que me faz concluir que atualidade é algo que varia mais com gosto do que com a idade e que esse comentário de “papo de velho” é que está obsoleto.
Foi-se o tempo que papo de velho era só saber trocar receita culinária, de tricô, crochê, bordado e ponto cruz para as mulheres e falar de futebol, carro, ferramentas e bebidas para os homens. Não que esses assuntos não possam ser abordados por jovens, mas falar só disso devia ser muito chato. Hoje em dia, velho é o papo de quem não fala de nada novo, nem que seja para falar sempre do mesmo jogo de video game. Independente da idade, o importante é buscar algo de que goste e se atualizar!
2) Sentindo os limites da idade. Quais são os limites físicos e mentais de alguém da sua idade? Será que realmente usamos o máximo de nossas capacidades? E será que nós nos preparamos para poder usufruir o máximo? Sei, por exemplo, que sempre fui sedentária. Portanto, não posso esperar uma resposta do meu corpo da mesma maneira que um atleta da minha idade esperaria. E a culpa é da idade? Não, o que me levou a começar a praticar um esporte regularmente e já melhorei meu condicionamento. Por isso, afirmo que os limites que a idade traz são menores do que aqueles que você coloca para si. É claro que a degradação do físico ocorre ao longo dos anos, mas é muito menor se você praticar algum esporte. E a sua memória, como anda? Esquecida? Quer um cérebro com um raciocínio mais rápido? Exercite-o: para a memória, palavras cruzadas, para a agilidade mental, faça contas sem a calculadora. Leia mais livros e amplie seu vocabulário.
O corpo e a mente se desgastam, mas com cuidados regulares, muito menos. Agora, não fazer nada para se cuidar e querer estar com 30 igualzinho a quando se tinha 20 anos é pedir muito. E se você bebeu e fumou demais, dormiu de menos e só comeu porcaria até agora, nem se fala… Sei que é duro saber que muitas coisas que você acha legal são prejudiciais à saúde, mas as regras estão aí e para se ganhar mais qualidade de vida é preciso segui-las. Então, se de hoje em diante você se cuidar, quem sabe você não melhora naquele ponto que incomoda? Não digo que tudo vai ficar ótimo, mas quem sabe daqui alguns anos você se surpreenda positivamente!
3) Programas de velho. Altamente definidos pelo gosto pessoal, os programas que são assim rotulados costumam envolver idas ao restaurante, tardes de bate-papo numa sorveteria, jogos de tabuleiro em casa ou um filme com pipoca. É claro que quem faz 30 pode querer fazer isso. Sim, pode. Isso e muito mais. Além dos programas a serem realizados durante o dia, que podem envolvem várias faixas etárias e permitir que as crianças possam participar, há também os programas que podem ser realizados entre casais e as saídas noturnas. Aos 20 anos você não faz programas com os filhos pois a maioria não os tem e várias pessoas que tem filhos os deixam com a mãe e saem sozinhos com os amigos.
Já aos 30, você procura dividir seus momentos de lazer com a família, os amigos e as convenções sociais. É preciso dar atenção:
1- aos pais (se você estiver numa união estável, são dois pais e duas mães querendo atenção),
2- aos filhos (que podem ser um ou vários, com faixas etárias diferentes e que precisam de diversão adequada para a idade),
3- aos irmãos (eu só costumo comemorar seus respectivos aniversários, mas quem costumava sair com seus irmãos quando morava com eles, precisa separar um tempo para fazer algo com eles depois que saiu de casa),
4- aos amigos (que podem incluir programas para solteiros ou casais e que podem ser tranquilos ou animados),
5- aos colegas de trabalho (é preciso comparecer aos happy hours e churrascos para que a equipe te aceite como membro),
6- aos vizinhos (que podem chamar para o aniversário dos filhos deles ou para bater papo),
7- aos amigos dos seus filhos (e ter que ir naquelas festinhas de crianças onde, se você não conhecer ninguém, pode ser muito chato),
8- ao companheiro (que precisa de uma atenção especial e pode querer dividir um momento romântico a dois ou uma ida a um show agitado…),
9- aos tios, primos, avós, etc.
Enfim chegar aos 30 é aprender a fazer malabarismo pois você precisa dar atenção para um monte de pessoas e, em geral, não tem muito tempo. Programa de velho é fazer nada e deixar o tempo passar. Enquanto a vida for ativa, não há programa de velho.

A síndrome do “eu ainda não fiz nada de importante na minha vida”

Muitas pessoas acharam que chegariam aos 30 com a vida completamente resolvida: bem casadas, talvez com filhos, com um bom emprego, com perspectivas de crescimento na carreira, com algum conforto financeiro, com carro ou talvez casa própria, enfim, com uma série de objetivos alcançados.
Quem ainda não atingiu um ou mais desses objetivos, tem a tendência de achar que está atrasada, que já é tarde para conseguir o que gostaria ou que talvez, se não conseguiu até agora, não vai conseguir mais. E entra em depressão. Calma: ter 30 anos e não atingir seus objetivos não é o fim do mundo, muito pelo contrário, é o começo. É chegar aos 30, valorizar o que se tem e correr atrás do que te falta. Ter objetivos é ótimo! Triste é a vida de quem acorda de manhã e não tem motivação sequer para sair da cama. Objetivos impulsionam a vida, metas norteiam ações e atitudes diárias conduzem nossos passos em direção da concretização das nossas aspirações.
Se ainda falta muito, descubra o que você precisa fazer para que falte menos e faça. Afinal, a expectativa de vida anda cada vez maior e há muito tempo pela frente, quem sabe até mais de duas vezes o que você já viveu. Então, troque o desânimo e o resmungo por planejamento e atitude!

O que os outros pensam ou falam para você…

Os mais velhos:

“Já está com 30 e continua com esse tipo de atitude?”
“Não acredito que você fez (ou vai fazer isso)! Quando é que você vai amadurecer?”
“Na sua idade, eu já tinha casado, tido filhos e tinha um monte de coisas para me preocupar. Se continuar escolhendo desse jeito, vai morrer sozinha(o)!”
“Você ainda não viveu nada! Espera só passar os 40 e depois a gente conversa.”
“Um filho? Você não sabe o que é problemas. Tive 4. Isso sim era ter trabalho.”
“Sua filha tem quantos anos? Só 9? Espera ela chegar na adolescência e aí sim você vai ver o que é preocupação.”
“Tenha paciência. Tive de aguentar muita coisa para segurar o casamento.”
“Vai se separar? Por quê? Ele te traiu? Chegou em casa bêbado e te bateu? Não? Então não tem motivos!”
“Ela pediu separação por que tem outro. Não pode ser por que ela deixou de gostar do meu filho…”
“Ela está namorando? Pois pode apostar que vai dar mais atenção para o outro do que para a própria filha!”
“Está com dor no joelho? Depois dos 40 fica pior!”
“Está reclamando das cólicas? Espera só a menopausa!”
“Está se queixando de que está sem pique de correr atrás da bola? Pois eu operei o joelho e não posso nem pensar em futebol.”
“A sua digestão anda ruim? Depois dos 40 a lista do que me faz mal só aumentou.”
“Está achando que tem muito trabalho? Você é muito novinha, tem mais é que ralar mesmo!”
“Não acredito que ainda não tem um carro! Eu teria dois empregos e daria um jeito de ter um!”

Os mais jovens:

“Já vai dormir?”
“Deixa para lá, você não vai entender.”
“Já cansou?”
“Você está por fora.”
“Quando eu tiver a sua idade, não vou querer/ vou querer…”
“Não aguenta mais?”
“Não adianta perguntar para ela que ela não sabe.”
“Você vive esquecendo.” ou “Você nunca se lembra.”

Os 30 anos servem como um marco para a reflexão. Não se deve perder tempo com o que os outros dizem ou pensam sobre você. Você sempre será velho demais para os jovens e novo demais para os mais velhos. Decida o que você pensa a seu respeito. Se avalie: faça um balanço da sua pessoa e da sua vida. Veja o quanto você já mudou, conquistou, descobriu, amadureceu e o perceba o que falta. Valorize seus pontos positivos. E faça o principal: mude e corra atrás do que falta para você!


Relacionado ao assunto (após 51 páginas de pesquisa no Google, ufa!):
Filme:
De repente 30 (após um pedido, passaram-se 17 anos e a menina se transformou numa garota de 13 anos no corpo de uma mulher de 30).

Blogs e matérias
:http://www.meninasde30.blogger.com.br/
http://vvdavivian.blogspot.com/
http://www.mulherde30.com.br/
http://mulhertrinta.blogspot.com/ - tirinhas divertidas
http://pt.shvoong.com/humanities/1705241-homens-30/
http://pt.petitchef.com/receitas/a-mulher-de-30-anos-satisfaz-tudo-fid-274358http://mulher-de-trinta.blogspot.com/
http://mulher.terra.com.br/interna/0,,OI3039992-EI4788,00-Sou+uma+mulher+de+E+agora.html
http://algunstrintaanos.blogspot.com/2009/11/ja-chegou-nos-30-e-poucos-anos.html
http://ederepentejanos30.blogspot.com/2008/08/e-quando-se-chega-aos-30.html
http://meuchuveiro.blogspot.com/2009/04/perto-dos-30.html
http://bemvindaaonumero30.blogspot.com/2008/11/um-dia-eu-li-que-angstia-sensao-do-nada.html
http://www.reflexoesdepoisdos30.blogspot.com/

domingo, 31 de janeiro de 2010

Metrópolis, 1927

Filme mudo de ficção científica alemão, dirigido por Fritz Lang e escrito por Thea von Harbou, fala sobre uma cidade num futuro onde os trabalhadores e a elite estão prestes a entrar em um conflito físico. Lá, os operários moram nos subterrâneos sombrios da cidade e trabalham 10 horas por dia para operar as máquinas que mantem a colossal cidade, enquanto a elite vive confortavelmente na superfície. Os operários descontentes encontram-se às escondidas nas catacumbas e se organizam em busca de uma mudança. Maria está procurando direcioná-los para que essas mudanças ocorram de maneira pacífica, dizendo que um mediador surgiria para ajudá-los. Ela estava conseguindo, até que o líder da cidade, que é dono da fábrica, descobre sobre as reuniões e pede ajuda para um cientista, que cria um robô com a mesma aparência física de Maria e o envia para fazer com que os trabalhadores deixem de acreditar no mediador. Descrentes, os trabalhadores ficam furiosos e a revolta se inicia.

O filme, um dos mais caros da sua época (aproximadamente 7 milhões de Reichsmark) e que originalmente tinha 5 horas, foi reduzido para cerca de duas horas para sua apresentação ao mundo, tendo sua reconstrução sido completa somente em 2001, quando foi apresentado no Festival de Filmes de Berlim e foi inscrito no Registro da Memória do Mundo da Unesco.

Três coisas no filme me chamaram a atenção: a trama, que desperta o interesse para o seu desfecho, a interpretação de Brigitte Helm, que dá personalidade bastante diversa para a bem intensionada Maria e para a tresloucada versão robótica e os efeitos especiais, que devem ter sido considerados muito bons naquela época.
Resumindo, o filme é um clássico. Vale a pena conferir.

Pérolas da Infância

- E como foi a festa, minha filha?
- A festa estava muito animada, com muita cantoria e dançaria!
*********************************
- Mãe, não aguento mais essa chuva! Quando será que o sol vai sair e decepar essas nuvens?
*********************************
- Nossa, que legal! Veio mais figurinhas desrepetidas do que repetidas!
*********************************
- Vi uma escultura de lêmoni!
- Escultura de um limão o quê?
- De um limão não, mãe, daquele bichinho de olho grande que parece um macaco e tem o rabo listrado...
- Ah!